05/10/2019

Ribeirão Preto-SP: Desafios e Oportunidades da Agenda 2030 para a Gestão Empresarial




Clique nas imagens para ampliar.

Palestra:  
Palestrantes: Daniel Bellissimo e Tatiana Brechani
Data: 09/10/19
Horário: 18:30h
Entrada: 2 kg de alimentos não perecíveis ou R$ 10,00 em benefício ao Lar do Jovem Idoso "Tio João"

Inscrições: CLIQUE AQUI

11/09/2019

Ribeirão Preto-SP: 8ª Condomínio Show

FAAP Ribeirão Preto é uma das apoiadoras da 8ª Condomínio Show, feira do setor de condomínios do interior do estado de São Paulo, que acontece nos dias 12, 13 e 14 de setembro no Centro de Eventos Ribeirão Shopping.

 

A equipe do Comercial estará com um stand durante os dias da feira, a entrada para o evento é gratuita e aberto ao público em geral.

 

Teremos a participação de dois coordenadores da FAAP na programação de palestras, sendo:

 

12 de setembro – 20h

Palestra A importância da Aplicação de Regras de Compliance no Condomínio Edilício: transparência , gestão e governança

Com Dr. Alexandre Marques, Coordenador do Curso de Especialização em Direito e Gestão Condominial da FAAP/SP

Inscrição: http://bit.ly/2kfiiS8

 

13 de setembro – 19h30

Palestra Inteligência Emocional nas Relações Condominiais

Com José Eduardo Fernandes, coordenador da Pós-graduação em Gestão de Pessoas: desenvolvimento estratégico do capital humano

Inscrição: http://bit.ly/2lQ6gPj

Ribeirão Preto-SP: Palestra - Competências Socioemocionais dentro das organizações

O CIEE irá realizar em parceria com a ABRH - Associação Brasileira de Recursos Humanos a 12ª edição dos Temas em Debates e você é nosso convidado especial. 

Diversos estudos nos mostram que não basta ter inteligência intelectual para ter sucesso no trabalho e na vida, mas sim habilidades e competências para se relacionar, solucionar conflitos, trabalhar em equipe, ser resiliente e diversos outros desafios que são cada vez mais exigidos pelo mundo do trabalho no século XXI. Essas são chamadas de competências socioemocionaisO CIEE e a ABRH convidam você para estarem presentes nesse evento em que iremos falar como estimulá-las dentro das empresas. 

Tema: Competências Socioemocionais dentro das organizações

Palestrante: Guilherme Davoli - Psicólogo atuante como psicoterapeuta, professor, consultor empresarial e educacional, autor de diversos livros. 


Data: 17 de setembro

Horário: 8h30min às 11h30min

Local: Av. Alzira Couto Machado, 615 - City Ribeirão, Ribeirão Preto (Dimastec)

Publico Alvo: Empresários, líderes e gestores de recursos humanos.


Link para inscrições: https://www.sympla.com.br/temas-em-debates-competencias-socioemocionais-dentro-das-organizacoes__634467

19/08/2019

CRA-PA abre Processo Seletivo para 60 vagas com salários de até R$ 4 mil

O Conselho Regional de Administração do Pará (CRA-PA) está com inscrições abertas para o Processo Seletivo para os cargos de nível médio/técnico e superior na capital paraense. Organizado pelo Instituto Quadrix, o certame oferece 60 vagas (3 efetivas e 57 cadastro de reserva) para Técnico em Administração e Administrador e Tecnólogo em Recursos Humanos.

As remunerações vão de R$ 1.530 a R$ 4.019, além dos benefícios do vale-refeição (no valor de R$ 850) por mês, do auxílio-saúde (médico e hospitalar) com coparticipação de acordo com a utilização, plano de cargos e salários, além de vale-transporte.

O prazo de validade do PSS é de dois anos.

PROVAS

Os interessados devem se inscrever, exclusivamente, pela internet (http://www.quadrix.org.br/) até o dia 23 de setembro e pagar uma taxa de inscrição R$ 40 (médio) ou R$ 45 (superior).

As provas serão aplicadas no dia 27 de outubro, no turno da tarde, com duração de 4 horas. A avaliação consiste em prova objetiva (de 120 questões de conhecimentos básicos, complementares e específicos) e prova discursiva (redação dissertativa de até 30 linhas). Para os candidatos de nível superior, será feita também uma avaliação de títulos.

Fonte: Diário do Pará


16/08/2019

Porto Velho-RO: Curso "O QUE É VENDER NO MUNDO DE HOJE 2.0"

Em Porto Velho o curso de vendas mais assistido do Brasil, com conteúdo reformulado com o que há de mais prático em relação ao Novo Perfil do Consumidor. 

Sabia que muitas empresas estão patinando nos mesmos resultados porque não adotaram novas ferramentas pontuais que atendam um mercado que compra diferente hoje em dia? 
Uma pequena afinada nos processos pode garantir uma mudança significativa nos seus resultados e de seu time. 

Voltamos à uma questão fundamental: Você realmente acredita que um PROFISSIONAL de vendas nasce pronto? Evidente que não. Assim o treinamento deve ser algo habitual daquela pessoa que desejar se destacar.

O objetivo deste curso: Desenvolver a visão crítica do profissional e dar ferramentas que sejam realmente práticas para seu dia a dia com O NOVO CONSUMIDOR. Antes de ser um palestrante de destaque nacional, ALY BADDAUHY JR é um vendedor por isso este evento tem como foco principal A APLICABILIDADE, ou seja, aquilo que realmente funciona no dia a dia. 

Se você quer ter uma equipe que pensa e faz diferenciado, e ter PROFISSIONAIS DE VENDAS em seu time, que cuidam e fidelizam seus clientes, é hora de participar também do maior encontro de Profissionais de Vendas do 2º Semestre.

Data: 05 de Setembro de 2019 (Quinta-feira) Horário: Das 19h às 22h30h
Local: Colégio Classe A (Unidade 2). O sucesso das nossas vendas está embasado em um estilo de trabalho que gera amigos e confiança.

Informações e Vendas: (69) 99607-1000 – Marco Nascimento.

Pará é o estado com maior número de trabalhadores por conta própria

O Pará é o Estado com maior número de pessoas que trabalham por conta própria no País, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O percentual de autônomos na nossa região é de 35,6%. Também temos um dos números mais altos de pessoas sem carteira assinada, com 47,3%.

Os números fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Trimestral (PNAD Contínua) do IBGE, divulgada ontem (15), relativos ao segundo trimestre de 2019.

O Instituto mostra que o percentual da população ocupada do país trabalhando por conta própria era de 25,9%. No Pará, esse valor era de 35,6%, o maior do Brasil, seguido do Amapá (35,1%) e Amazonas (34,3%) e os menores índices estavam no Distrito Federal (19,6%), Mato Grosso do Sul (20,9%) e São Paulo (21,7%).

O percentual de empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado do país era de 74,3%. Os maiores percentuais estavam em Santa Catarina (87,6%), Rio Grande do Sul (83,3%) e Paraná (81,4%) e os menores, no Maranhão (50,3%), Piauí (52,0%) e Pará (52,7%).

BUSCA

Já a proporção de empregados sem carteira de trabalho assinada no setor privado foi de 25,7%. As unidades federativas com os maiores percentuais foram no Maranhão (49,7%), Piauí (48,0%) e Pará (47,3%), e as menores taxas estavam em Santa Catarina (12,4%), Rio Grande do Sul (16,7%) e Paraná (18,6%).

Um quarto dos desempregados do Brasil, ou 26,2%, o equivalente a 3,347 milhões de pessoas, estão em busca de emprego há pelo menos dois anos. O registro é o maior para um trimestre desde 2012.

Para efeito de comparação, em um ano, 196 mil novas pessoas estão em busca de trabalho há dois anos ou mais. Em 2015, esse total era de 1,4 milhões de pessoas. A maior parte, 45,6%, dos desocupados estavam de um mês a menos de um ano em busca de trabalho; 14,2%, de um ano a menos de dois anos e 14,0%, há menos de um mês.

Já a taxa de desocupação recuou no Brasil no segundo trimestre de 2019 para 12%, 0,7 pontos percentuais a menos que os primeiros três meses do ano. Com relação ao mesmo trimestre de 2018, a diminuição foi de 0,4 ponto percentual.

De acordo com o IBGE, a taxa de desocupação recuou em 10 estados. A retração foi mais forte na Bahia (17,3%), Amapá (16,9%) e Pernambuco (16%). A retração foi menor em Santa Catarina (6%), Rondônia (6,7%) e Rio Grande do Sul (8,2%).

O percentual de pessoas desocupadas, sub ocupadas por insuficiência de horas trabalhadas e na força de trabalho potencial em relação a força de trabalho ampliada (chamada taxa composta de subutilização da força de trabalho) foi de 24,8%, anunciou o IBGE.

Já os desalentados, aqueles que desistiram de procurar emprego no segundo trimestre, somaram 4,9 milhões de pessoas. O percentual de pessoas desalentadas na força de trabalho foi de 4,4%, recorde da série histórica.

Fonte: Diário do Pará com informações da Folhapress.