08/02/2012

Setor serviço gera cerca de 20 mil novos empregos

Com 51 mil novos empregos gerados em 2011, segundo o levantamento do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, o Pará tem mais motivos para comemorar. Um estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/PA), realizado entre janeiro e dezembro do ano passado, aponta o setor serviço com quase 20 mil postos de trabalho gerados, tornando o Pará o estado que mais criou empregos neste setor em toda a região Norte.

No comparativo entre admitidos e desligados, 1,9 milhão novos postos de trabalhos com carteira assinada foram gerados. Destes, cerca de 48% somente no setor Serviço, um saldo positivo de 925.537 novos empregos.

As análises do Dieese/PA mostram ainda que na distribuição geográfica dos postos de trabalhos gerados pelo setor de serviço em todo o Brasil, em 2011 (jan-dez), sem desconsiderando a população economicamente ativa, o Norte mais uma vez ficou com a menor fatia dos empregos gerados. Foram feitas, neste período, 296.298 admissões e 246.225 desligamentos, um saldo positivo de 50.073 postos de trabalhos.

NO BRASIL

A região Sudeste foi a que obteve o maior saldo no setor, com a geração de 522.072 postos de trabalhos; seguida do Nordeste, com um saldo positivo de 149.051 postos de trabalhos; do Sul, com um saldo positivo de 142.425 postos de trabalhos; e do Centro-Oeste, que teve um saldo de 61.916 postos de trabalhos formais a mais.

NO NORTE

No estudo, se levar em consideração o desempenho da geração de empregos formais na região Norte, em 2011 (jan-dez), entre os sete Estados da região, o Pará foi o que mais gerou empregos formais no Setor, com um saldo positivo de 19.567 postos de trabalhos formais; seguido do Amazonas, com um saldo positivo de 12.608 postos de trabalhos; de Rondônia, com 6.459 novos postos de trabalhos; Tocantins, apresentando um saldo positivo de 5.941 empregos; do Acre, com um saldo positivo de 2.337 postos de trabalhos; Amapá, com 1.994 novos postos de trabalhos; e de Roraima, com um saldo positivo de 1.167 postos de trabalhos.

As análises do Dieese/PA mostram também que, em 2011, entre os setores econômicos do Pará, o de serviço foi o que apresentou a maior geração de empregos formais. Dos 51.493 postos de trabalhos gerados em todo o Estado, cerca de  40% foram gerados somente neste setor.

O estudo faz parte do projeto do Observatório do Trabalho do Estado do Pará, em parceria entre o Dieese/PA e o Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter). 

Fonte: DOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.