05/03/2012

Indústria de transformação gera mais empregos.

O setor da Indústria de Transformação no Pará continua gerando empregos no Pará, como mostra a análise feita pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA), em janeiro e nos últimos 12 meses.

Em janeiro, foram feitas no setor, em todo o Pará, 4.212 admissões e 3.984 desligamentos, gerando um saldo positivo de 228 postos de trabalhos.

No mesmo período do ano passado, o setor também apresentou saldo positivo, só que em quantitativo menor. Foram feitas na época 3.640 admissões e 3.543 desligamentos, gerando um saldo positivo de 97 postos de trabalhos.

Ainda em janeiro, a maioria dos Estados da região Norte apresentou saldo positivo. No período analisado, o Estado com a maior geração de empregos formais foi o Pará, com 228 postos de trabalhos; seguido do Acre, com 75; e de Rondônia, com 70. Entre os Estados que apresentaram perda, o Amazonas foi o destaque, com saldo negativo de 156 postos de trabalhos; seguido de Roraima, com 100.

Em toda a região Norte, foram feitas 11.827 contratações e 11.679 demissões, gerando um saldo positivo de 148 postos de trabalhos, com crescimento de 0,05%.

Nos últimos 12 meses, foram feitas, em todo o Pará, 46.775 admissões e 45.427 desligamentos, gerando 1.348 postos de trabalhos.

No período analisado, o Amazonas foi quem apresentou a maior geração de empregos, com saldo de 14.587 postos de trabalhos; seguido do Pará, com 1.348; do Tocantins, com 1.060; de Rondônia, com 737; do Amapá, com 448; do Acre, com 333; de Roraima, com 70.

Nos últimos 12 meses foram feitas em todo o Norte 162.866 admissões, contra 144.283 desligamentos, gerando um saldo positivo de 18.583 postos de trabalhos, com crescimento de 6,78%.

Fonte: DOL, com informações do Dieese/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.