29/03/2012

Pará: Emprego formal em serviços tem 18 mil novos postos.

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE/PA), o Setor Serviço no Pará continua sendo o maior gerador de Postos de Trabalhos formais entre os setores econômicos do Estado. Nos últimos 12 meses balanço do setor demonstra um acréscimo de 17.572 mil postos de trabalho.

O número recorde coloca o Pará na posição de maior gerador de postos de trabalhos formais no setor de serviços entre os estados da Região Norte do Brasil.

Balanço

O balanço sobre a flutuação dos postos de trabalhos no setor de serviço, no mês de fevereiro, mostra saldo positivo de empregos formais no comparativo entre admitidos e desligados apontando crescimento de 0,47%. Foram feitas em todo o Pará 8.142 admissões contra 7.031 desligamentos gerando um saldo positivo de 1.111 postos de trabalhos no setor.

No mesmo período do ano passado também foi constatado saldo positivo de empregos formais, registrando crescimento de 0,90%.

O mesmo crescimento pode ser percebido entre os estados da região Norte, com exceção de Roraima, que teve saldo negativo de 69 postos de trabalhos. A seguir ao Pará estão os estados de Rondônia, Tocantins e Amapá, seguigos pelo Acre, o penúltimo no saldo positivo de empregos do setor.  
A região norte acumula em fevereiro, ao todo, um aumento de 0,50% na geração de empregos formais.

Um bom ano

Quando referente aos últimos 12 meses, o balanço aponta um crescimento de 8,05%, no setor de serviços no Pará, representando um aumento de 17.572 mil postos de trabalho.  

Os outros estados da região norte também apresentaram saldo positivo em um ano, sendo que o Amazonas vem logo a seguir ao  Pará (8.636 postos) e Roraima fica em último lugar, com um salso positivo de apenas 882 empregos no setor.

Observatório
O estudo do DIEESE/PA foi feito com base em informações oficiais do Ministério do Trabalho (MT), segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, levando em consideração a nova metodologia adotada pelo MT que inclui registros entregues com atrasos e acertos.

O estudo é também parte integrante do projeto do Observatório do Trabalho do Estado do Pará, parceria entre o DIEESE e o Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego e Renda (Seter).

Fonte: DOL, com informações do Dieese/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.