20/03/2012

Setor da agropecuária gera mais empregos no Pará.

Mesmo com um pequeno recuo no mês de fevereiro deste ano, o setor da agropecuária apresentou crescimento na geração de empregos nos dois primeiros meses de 2012 e nos últimos 12 meses, em todo o Estado, segundo informações do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA).

A flutuação dos postos de trabalhos no setor da agropecuária mostra um saldo negativo no mês de fevereiro. Foram feitas em todo o Pará 2.500 admissões e 2.570 desligamentos, gerando um saldo negativo de 70 postos.

No mesmo período do ano passado, o setor apresentou saldo positivo com 3.064 contratações e 2.436 demissões, gerando um saldo positivo de 628 postos.

No mês de fevereiro deste ano, a maioria dos Estados da região Norte apresentou saldo negativo de empregos. O Estado com a maior perda foi o Pará, com 70 postos de trabalhos; seguido de Rondônia, com 50; e de Roraima, com 18. Na outra ponta o Tocantins foi quem apresentou a maior geração de empregos, com saldo positivo de 75 postos. Em toda a região Norte foram feitas 4.223 admissões, contra 4.281 desligamentos, gerando um saldo negativo de 58 postos.

Nos dois primeiros meses de 2012 foram feitas em todo o Pará 5.454 admissões e contra 5.052 desligamentos, gerando um saldo positivo de 402 postos de trabalhos. No mesmo período do ano passado, o setor também apresentou crescimento de empregos, porém o saldo de postos de trabalhos gerados foi maior que o verificado este ano, com 5.716 admissões e 4.999 desligamentos, o que gerou 717 postos.

Neste período, o Estado do Pará foi o que apresentou a maior geração de empregos, com um saldo positivo de 402 postos; seguido do Tocantins, com 234; e de Rondônia, com 72. Na outra ponta, o Estado do Amazonas foi o que apresentou a maior perda, com 29 postos; seguido de Roraima, com 09.

Já nos últimos 12 meses, foram feitas em todo o Pará 34.638 contratações e 32.883 demissões, oque gerou um saldo positivo de 1.755 postos de trabalhos. Neste período, o Pará foi o que apresentou a maior geração de empregos com saldo positivo de 1.755 postos; seguido do Tocantins, com 600; do Amazonas, com 284; e de Rondônia, com 201.

Nos últimos 12 meses foram feitas em todo o Norte 60.281 admissões e 56.908 desligamentos, gerando um saldo positivo de 3.373 postos. 

Fonte: DOL, com informações do Dieese/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.