23/02/2016

Amazonas abre 23 microempresas individuais por dia em 2015

Abertura de micronegócios  tem crescimento de 11%  e chega a 53,7 mil.
Manaus - O Amazonas fechou 2015 com 53,7 mil microempreendedores individuais, ou 23 novos registros por dia, em média, segundo o Portal do Microempreendedor Individual. Somente no ano passado, 8,5 mil microempresários se formalizaram no Amazonas, 11% acima do resultado de 2014 quando 7,6 mil foram constituídos. De cada dez negócios formais no Estado, seis estão localizados em Manaus.
Comércio de artigos de vestuários e acessórios é o principal ramo de atuação dos microempreendedores individuais do Amazonas, com 6,7 mil pessoas ou 13% do total, seguido pelos minimercados, mercearias e armazéns, com 4,1 mil ou 8%. Cabeleireiro aparece em terceiro lugar com 2,6 mil, e lanchonetes, casas de chá e sucos são 2 mil no total.

Mais da metade desses estabelecimentos são fixos (54%), enquanto dois em cada dez são negócios de porta a porta, postos móveis ou por ambulantes. Internet, televendas, correios e máquinas automáticas respondem, juntos, por 15% do total. Em local fixo, fora da loja são 9%.
Os microempreendedores individuais do Amazonas que têm entre 31 e 40 anos são maioria, 36%. Aqueles que têm entre 41 e 50 anos aparecem em seguida, com 24%, empatado com a faixa etária de 21 e 30. Microempreendedores acima de 51 anos são 8,1 mil ou 15%.
Além de brasileiros, que são 99% do total, no Amazonas há microempreendedores peruanos, colombianos, haitianos, venezuelanos e cubanos, entre outros.
Quase 60% dos microempreendedores no Estado estão localizados em Manaus.  
No País, 40% têm relação com empresas
De cada dez brasileiros adultos, quatro já possuem ou estão envolvidos com a criação de uma empresa. É o que revela a nova pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM) 2015, patrocinada pelo Sebrae no Brasil. No ano passado, a taxa de empreendedorismo no País foi de 39,3%, o maior índice dos últimos 14 anos e quase o dobro do registrado em 2002, quando a taxa era de 20,9%.
A pesquisa também revela que 56% dos empreendedores que estão criando ou já abriram uma empresa identificaram uma oportunidade. Esse número sofreu uma queda em relação aos últimos anos e voltou ao mesmo patamar de 2007, quando a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa entrou em vigor.
A pesquisa GEM é parte do projeto Global Entrepreneurship Monitor, iniciado em 1999 com uma parceria entre a London Business School e o Babson College, abrangendo dez países no primeiro ano. Desde então, quase cem países se associaram ao projeto, hoje o maior estudo sobre o empreendedorismo no mundo. No Brasil, a pesquisa foi realizada entre os meses de setembro e novembro de 2015 e entrevistou 2 mil pessoas entre 18 e 64 anos de todas as regiões do País, e 74 especialistas em empreendedorismo.
Reprodução: Beatriz Gomes / portal@d24am.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.