24/02/2016

Amazonas: Saque do FGTS chega a R$ 1 bilhão pela primeira vez

Valor sacado no Estado ao longo de 2015 foi 17,6% superior a do ano anterior.
Manaus - Pela primeira vez no Amazonas, os saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ultrapassaram R$ 1 bilhão. Em todo o ano de 2015, foram sacados R$ 1,16 bilhão, o equivalente a 17,6% a mais do total do ano anterior. As demissões sem justa causa influenciaram o resultado do ano passado, quando 300.087 trabalhadores do Estado sacaram o montante de R$ 884,9 milhões.
Os saques por demissões sem justa causa representaram 75,7% do total sacado em 2015. Mesmo descontada a inflação de 10,71%, acumulada em todo o ano passado, aferida pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, o montante de saques ficou, ainda, em R$ 1,04 bilhão. Em números reais, isso representa R$ 174,9 milhões a mais do que o sacado em 2014.

Considerando, ainda, a inflação de 10,71%, foram corroídos R$ 125,1 milhões do saque de R$ 1,16 bilhão, do ano passado. Já em 2014, o saque do fundo alcançou a marca de R$ 993,6 milhões, mas, descontado a inflação do ano corrente, que foi de 6,41%, R$ 63,6 milhões acabaram sendo corroídos.
Em 2015, ocorreram 300.087 saques de FGTS por trabalhadores demitidos sem justa causa, totalizando R$ 884,9 milhões, o que corresponde a 75,7% do total de saques no ano. Em 2014, a maioria dos saques também foi motivada por dispensa do empregado sem justa causa. Foram 313.355 operações e um desembolso equivalente a R$ 707,8 milhões, o que corresponde a 71,2% de todos os saques no ano.
Ao longo dos últimos anos, os saques ao FGTS vêm aumentando gradativamente. De 2011 para 2012, houve um crescimento de 20,8%; de 2012 para 2013, foi de 18,6%; e de 2013 para 2014, 11,7%.
Outras motivações
O segundo principal motivo para o saque do benefício em 2015 foi a extinção do contrato de trabalho por prazo determinado. Foram 94 mil operações, que resultaram no saque de R$ 14,8 milhões. Em seguida, os saques se deram por aposentadoria. Foram quase 37 mil operações que totalizaram R$ 87,7 milhões.
Pagamento de imóveis também foi outra motivação. Enquanto que R$ 59,6 milhões foram sacados para pagamento total ou parcial do preço de aquisição de imóvel residencial, R$ 21 milhões para moradia própria - liquidação ou amortização de saldo devedor de financiamento habitacional e mais R$ 6,4 milhões para fins de pagamento das prestações decorrentes de financiamento habitacional.
Saque do benefício
O FGTS garante um valor financeiro ao trabalhador desempregado, conforme a faixa salarial, por um período de até cinco meses.
Os documentos necessários para solicitar o seguro-desemprego são: Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), comprovante de saque do FGTS, os três últimos contracheques, rescisão de contrato, formulários do seguro-desemprego preenchidos e carimbados pela empresa, Cadastro de Pessoa Física (CPF), identidade e comprovante de residência.
Reprodução: Lílian Portela - DIÁRIO do Amazonas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.