09/01/2017

Brasileiro prefere benefícios a salários maiores, diz pesquisa

Feita com mais de mil pessoas no Brasil, a pesquisa aponta a escolhas por salários mais altos em detrimento de benefícios seria a opção de apenas 19% dos entrevistados.

Um estudo feito pela seguradora Zurich, em parceria com a Universidade de Oxford, mostra que 67% dos brasileiros preferem benefícios de proteção à renda, como seguros de vida e invalidez, a salários maiores. Feita com mais de mil pessoas no Brasil, a pesquisa aponta a escolhas por salários mais altos em detrimento de benefícios seria a opção de apenas 19% dos entrevistados.

Edson Franco, CEO da Zurich no Brasil, acredita que esse comportamento ocorre pela falta de informação para se planejar por conta própria e por causa da cultura protecionista do Brasil, de que "o Estado poderá resolver".

Por outro lado, Franco pondera que a hiperinflação da década de 1980 dificultava o ato de poupar e acabou tirando a capacidade de planejamento de longo prazo. 

O pesquisador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), Eduardo Zylberstajn, explica que o trabalhador vê os benefícios como parte da remuneração e atribui a eles um valor monetário. A mudança de comportamento, diz, depende do "quanto o trabalhador estaria disposto a abrir mão para receber em dinheiro".

Zylberstajn ainda pondera que os benefícios significam o acesso a serviços, geralmente, por um valor muito mais baixo, mas por outro lado, ele também "pode limitar o leque de opções e tirar a liberdade de escolha".

Para o pesquisador, o alto nível de encargos trabalhistas é um estímulo à concessão de benefícios. Ele diz que a empresa teria um custo maior se desse um aumento salarial no lugar de benefícios. Já o empregado, provavelmente, teria descontos na folha e dificilmente conseguiria o serviço pelo mesmo valor.


Fonte: Com informações de Agências

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.