11/04/2017

ARTIGO: Administração espiritualizada

Não é fácil entender o brasileiro e sua opção religiosa, pois uma mistura de três raças (branca, negra e índia) também deveria ser acompanhada numa miscigenação de religião e fé.

     O Ministro das Relações Institucionais do Governo Lula, Jaques Wagner, em declaração ao Jornal Folha de São Paulo resumiu assim seu lado de fé: "aos 54 anos, Wagner se diz um "judeu eclético".

Acredita no candomblé (seu orixá é Oxalá, o pai de todos os deuses dessa religião afro-brasileira). E revela que, no dia da eleição para o novo presidente da Câmara, ligou para um primo que é monge budista no Japão e pediu "uma oração" por seu sucesso.

     Espiritualidade e religião são coisas nas quais os administradores devem pensar e refletir para suas vidas e para as pessoas que os rodeiam. Uma pessoa pode não ter uma religião definida, mas ser altamente espiritualizada.  Gostaríamos de dizer que o administrador, apesar de ser o cerne do sistema capitalista, está sendo levado a se tornar cada vez mais espiritualizado.

     Com a incessante fonte de informações, via internet, Tv a cabo, celular, cinema, jornais, revistas, mídia alternativas e demais, cabe ao administrador sentir e refletir sobre esta miríade de informações, que o deixam com muita informação inócua e sem sentido. Espiritualizar-se é uma forma de voltar para si e refletir sobre sua vida.

     Nossos avós são do tempo em que se passava roupa com ferro movido a carvão e que para se fazer uma viagem de um estado a outro do Brasil levava-se vários dias e até semanas. Hoje, em 50 minutos fazemos o trecho Rio-Sampa e muitas roupas são feitas de tecidos que não necessitam de ser passados.

     Em compensação nossos avós pareciam ter mais tempo para viver e nós estamos cada vez mais afundando em obrigações que nos tiram o tempo e gastamos mais horas no trânsito, no atendimento ao celular, na utilização da Internet, no aumento dos problemas (alguns até imaginários) e no mundo virtual.

     Os administradores devem, como outras profissões, estar antenados para as transformações que ocorrem no planeta Terra e que vão refletir nas gerações futuras, tais como mudanças ambientais, aumento da violência após o atentado de 11 de setembro nos EUA e desemprego nas economias.
   

ARTICULISTA: Robson Paniago é Administrador Tecnológico & Social
Contato: robsonpaniago@hotmail.com; robson.paniago@fgv.br
Fones: (19) 99903-7805

____________________________________
Nota editorial: Os pensamentos e ideias acima expostos não necessariamente refletem nossa opinião e são de responsabilidade exclusiva do (s) Autor (es) do Artigo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.