02/05/2017

Amazonas: Apenas 11% dos consumidores do AM têm perfil de ‘bom pagador’

Serasa Score é um modelo estatístico usado, pelo mercado, para análise de risco de crédito.
No Amazonas, apenas 11% dos consumidores têm perfil de 'bom pagador'. É o que revela o Serasa Score, ferramenta da Serasa Experian.
A pontuação dos 11% de consumidores considerados 'bons pagadores' do Amazonas está na faixa de 701 a 1 mil, ou seja, apresentam baixo risco de inadimplência. Esse grupo apresenta baixo risco de não pagar as contas nos próximos 12 meses.
A média de pontuação do Amazonas é 365 e significa que os cidadãos do Estado têm o risco médio de inadimplência. Os amazonenses têm mais chances de não conseguirem pagar as contas, que a média brasileira, que é de 485.
Desde o início do mês, qualquer cidadão pode consultar seu Serasa Score, gratuitamente, no site www.serasascore.com.br. O Serasa Score é um dos modelos estatísticos existentes no mercado para ajudar na análise de risco de crédito. A pontuação vai de 0 a mil pontos e leva em consideração vários fatores, como dívidas negativadas e pagamentos de contas em dia, se o consumidor tiver autorizado a abertura do cadastro positivo.
Quanto mais alto o Serasa Score, maiores são as chances de o cidadão honrar compromissos financeiros nos próximos 12 meses e ter acesso facilitado ao mercado de crédito, como o financiamento de carros, imóveis e a tomada de empréstimos. A Serasa abriu o Score, com consulta gratuita, para que o cidadão possa saber como o mercado vê seu currículo financeiro.
"Esta é uma grande vitória para o consumidor. A informação dará a ele poder, pois permite o controle do seu currículo financeiro", afirma a diretora do Serasa Consumidor, Fernanda Monnerat.
Ao saber como está sua pontuação, o consumidor pode ver se precisa organizar suas contas. "O conhecimento da pontuação, bem como sua evolução ou involução beneficiam significativamente quem quer entender seu crédito e o impacto que ele pode causar em seus objetivos de consumo, estimulando o cidadão a melhorar seu currículo financeiro e organizar suas contas", aponta Monnerat.

O Serasa Score, no entanto, não é garantia de aprovação de crédito no mercado. Conhecendo o perfil de pagamento do consumidor, as empresas usam seus próprios critérios para decidir se concedem ou não um crédito a ele. Além disso, podem também utilizar outros modelos estatísticos.
Com o Serasa Score em mãos, entretanto, o consumidor passa a entender melhor como o mercado enxerga seu perfil financeiro. O consumidor também terá informações para buscar acesso a linhas de crédito diferenciadas, barganhar taxas de juros mais justas ou pedir condições personalizadas de pagamento caso seu score seja alto.

Por ser um reflexo dos hábitos de pagamento do consumidor, o score é dinâmico e avaliado no momento da consulta, considerando as informações disponíveis na base de dados da Serasa Experian. A pontuação poderá mudar para melhor se o consumidor limpar o nome, pagar suas contas em dia, mantiver dados cadastrais atualizados e abrir o cadastro positivo na Serasa, uma forma de melhorar a precisão do Serasa Score. As informações de contas pagas em dia também são computadas na pontuação.

Pontuação define risco de inadimplência do consumidor
O peso de cada informação do Serasa Score é definido de acordo com um estudo do comportamento histórico de grupos de indivíduos não identificados.
Esses grupos são compostos por pessoas com características financeiras parecidas. Desse modo, estatisticamente, é possível comparar os resultados obtidos por um consumidor específico com outros do mesmo grupo para o cálculo do Serasa Score.
A pontuação vai de zero a mil pontos. Até 300 pontos, há alto risco de inadimplência; de 300 a 700 pontos, o risco de inadimplência é médio; e acima de 700, o risco de não conseguir pagar as contas é considerado baixo, conforme metodologia do Serasa Score.
No caso do Amazonas, apenas 11% dos consumidores têm perfil de 'bom pagador' ou apresentam baixo risco de não pagarem suas contas nos próximos 12 meses. A média local é inferior a nacional, onde a pontuação é 485.

Reprodução: Diário do Amazonas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.