23/01/2018

ARTIGO: Geração Z - a próxima geração do mercado de trabalho

Olá Leitores. Depois de algum tempo em falta com vocês venho retomando, compartilhando conteúdos incríveis que lhe ajudarão a realizar grandes descobertas neste ano que inicia, onde quero falar um pouquinho sobre a geração Z, a geração da tecnologia, do vídeo-game, ansiosa, buscando liberdade e flexibilidade, extremamente decididos e conectados, mas com muitos desafios.

Diante disso, os recrutadores nos dias atuais têm se concentrado em atrair, recrutar, orientar e manter essa nova geração.  As constantes mudanças no mercado de trabalho e a era digital fez surgir um novo perfil de profissionais.  A geração z é o presente e também o futuro.

Você já ouviu falar em Geração Z? Sabe o que isso significa? Leia o artigo até o final para entender melhor sobre qual é o impacto no mercado de trabalho diante desta novo perfil de funcionários.
Afinal, o que é geração Z?

Depois da denominada geração Y, que já tinha um olhar voltado ao mercado de trabalho diferenciado, a geração z está em voga. Segundo especialistas, a geração z se trata daquelas pessoas nascidas depois de 1995 e que já foram criados em uma "era digital".

A geração z tem, em regra, algumas características bem peculiares, como o fato de ter um grande acesso à informação, e por isso, ser autodidata, não gostar muito de hierarquia, de horários e jornadas fixas de trabalho, sendo extremamente dinâmicos e decididos, bem como arrojados e conectados. Mas o que isso representa para o mercado de trabalho? Muitos desafios.


Juntamente com a geração z, há muitos desafios para o mercado de trabalho, o qual deve realizar uma verdadeira adaptação para encontrar e até mesmo reter essas pessoas, que têm uma visão de mundo diferente, diz Luciana Ferreira.
Por ser uma geração com vivência online muito extensa, a percepção de hierarquia é bem distinta. Tanto é que esses jovens acabam não se submetendo a condições de labor que não os deixem plenamente satisfeitos. Para alguns, esse perfil pode soar arrogante, mas ele também pode ser observado por outro viés, ou seja, como um potencial de tomar decisões bem apurado.

As gerações X e Y, de outro lado, têm uma maior aceitação das regras de mercado (ou passam um sentimento de "fingirem aceitar", mas questionam e trazem argumentos na relação de trabalho).

Desse modo, a perspectiva dos profissionais de gestão de pessoas é a de que a daqui pouco tempo a geração Z seja "chefe" das gerações anteriores, diante de seu perfil mais maduro e do grande poder de tomar decisões.

Ainda, tem-se que a perspectiva da geração z é o tipo de motivação, pois está cada vez mais deixando de lado a finalidade do dinheiro, de obter bens, para ter mais vontades atreladas ao empreendedorismo, que está cada vez mais relacionado às atividades digitais, como as startups. Trata-se, portanto, de uma maior relação de prazer com o trabalho.  Também há que se considerar que essa nova geração de pessoas têm uma carreira mais voltada à aquisição de experiências, ao contrário das gerações anteriores, que objetivavam ficar o maior tempo possível em uma só empresa.

Logo, muitas empresas têm até mesmo preferido profissionais com experiências mais curtas e diversificadas em diversos ramos. Antigamente, esse tipo de profissional não era bem visto pela gestão de pessoas.

Assim, o mais interessante é que a geração z desmitifica aquilo que vinha sendo edificado pela geração y, de que é preciso trabalhar duro para ter uma boa vida, mas também não poupar muito. A geração z é mais simples com relação às intensidade do trabalho, mas poupa mais.

Há outra questão que deve ser abordada, com relação ao mercado de trabalho. A geração z não abre mão de seu tempo livre, desacreditando da geração y, para a qual era costumeiro ficar no escritório por inúmeras horas fazendo hora extra, por exemplo.

Dito isso, é evidente que as empresas devem realizar uma verdadeira adaptação na forma de observar a relação com seus colaboradores, considerando que um novo perfil de profissionais está se revelando. 


ARTICULISTA: Luciana Ferreira
E-mail: assessoria@elementorh.com.br

____________________________________
Nota editorial: Os pensamentos e ideias acima expostos não necessariamente refletem nossa opinião e são de responsabilidade exclusiva da (s) Autora (as) do Artigo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante para nós. Após comentar divulgue o blog do Clube de Administração para seus amigos.